terça-feira, 22 de novembro de 2011

Cansado de puxar carroça, cavalo desmaia em avenida de Cachoeira do Sul (RS)



Cansado de puxar a carroça, o cavalo Giraia desabou exausto na Avenida Presidente Vargas, no Bairro Bom Retiro, em Cachoeira do Sul (RS). O cavalo esmorecido sequer conseguia levantar quando a Brigada Militar chegou para fazer o registro da ocorrência de maus-tratos. As costelas salientes sob o couro revelavam que ele estava debilitado. Depois de cerca de duas horas deitado, Giraia conseguiu se levantar para ser levado de volta para casa pelo seu tutor, o jardineiro Adriano de Souza Machado, 37 anos. A cena revoltou moradores, que denunciaram o caso para a Brigada.
De acordo com Machado, Giraia é usado apenas para tracionar a carroça levando seu material de trabalho, como a máquina de cortar grama. Machado garante que o animal não puxa a carroça transportando cargas. Ele admite que o cavalo não esteja forte o suficiente, mas alega que devido à necessidade de trabalhar usou o animal para puxar a carroça. “Havia feito soro nele há uns 20 dias para ele se recuperar”, observa Machado. Ele informou que Giraia tem cerca de 30 anos de idade. Machado havia se deslocado do Bairro Soares ao Cristo Rei e voltava para casa, no Bom Retiro, quando Giraia empacou.
Crueldade
A Brigada registrou um termo circunstanciado por crueldade contra animais e uma audiência foi agendada para o dia 16 de fevereiro de 2012, quando Machado deverá ir ao Fórum para explicar por que estava usando Giraia neste estado. Os policiais chegaram a entrar em contato com a Prefeitura para que o cavalo fosse removido para o departamento de vigilância ambiental, sendo informados de que não existe um plantão para recolher animais.















segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Aspirante a oficial Silvia Wajãpi fala de sua vida

http://programadojo.globo.com/videos/v/aspirante-a-oficial-silvia-wajapi-fala-de-sua-vida/1493941/

Chevron pode perder direito de explorar pré-sal

A companhia petrolífera Chevron poderá perder o direito de participar da exploração do petróleo do pré-sal depois de ter causado o vazamento de milhares de litros de óleo na bacia de Campos. A empresa, que apresentou um projeto à Agência Nacional de Petróleo (ANP), terá sua proposta analisada quarta-feira e, nas palavras do presidente da ANP, Haroldo Lima, "ficou em situação muito complicada". A empresa poderá até mesmo perder a classificação de operadora A, que permite a exploração em águas ultra-profundas em geral.
A classificação da ANP dá às operadoras tipo A o direito de exploração em qualquer meio no País, desde que sob concessão. As operadores B não podem explorar áreas ultra-profundas, como as do pré-sal. A C só pode trabalhar em terra. "Certas prerrogativas que a empresa tem como operadora A, podendo, por exemplo, perfurar até o pré-sal, vão ser melhor examinadas", afirmou Lima.
A avaliação do governo é que a empresa foi irresponsável e negligente. Omitiu informações e induziu a ANP ao erro. Os problemas detectados já geraram uma multa do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), por dano ambiental, de R$ 50 milhões e dois autos de infração da Agência também pelo valor máximo de R$ 50 milhões.
As multas, no entanto, podem aumentar. De acordo com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, a Chevron poderá ser multada ainda se não tiver cumprido todos os requisitos do licenciamento ambiental e o plano de emergência previsto nesses casos e se tiver fornecido informações erradas ou omitido dados. Cada infração poderá gerar outra autuação que pode chegar ao R$ 50 milhões.
Além de ter causado um enorme prejuízo ambiental, a empresa complicou ainda mais a situação ao distorcer e sonegar informações enviadas à ANP. Desde o dia 12 de novembro - cinco dias depois do vazamento ter sido detectado - a empresa apresentou um plano emergencial de abandono do poço no Campo do Frade e pediu urgência na aprovação. No entanto, um equipamento essencial, usado para cortar a coluna central do poço e permitir a colocação de tampões de concreto, não estava no Brasil e chegou apenas hoje - isso não foi dito à Agência. "Trabalhamos com informações falsas quando aprovamos o plano. A empresa não tinha o equipamento necessário e por conta disso todo o plano está atrasado",
informou Lima. "A ANP não foi tratada de forma correta".
A Chevron ainda editou um vídeo de 24 horas do fundo do mar que mostrava os resultados do vazamento. Em vez de entregar o DVD completo, entregou apenas imagens selecionadas, apesar de já ter sido notificada pela ANP. Equipes da agência tiveram que ir à plataforma e requisitar pessoalmente as 24 horas de gravação.
A sequência de problemas causados pela empresa complicou a possibilidade da Chevron ver seu projeto de exploração do pré-sal aceito pela ANP. A proposta, que já estava com a agência e será analisada na próxima quarta-feira, tem grandes possibilidades de ser rejeitada. "Não podemos antecipar, mas os fatos recentes introduzem dados relevantes e o resultado pode não ser o esperado anteriormente pela empresa", disse o presidente. "O que será perguntado é se ela deve continuar a ser uma operadora A".

http://www.dgabc.com.br/News/5927590/chevron-pode-perder-direito-de-explorar-pre-sal.aspx

Incrível a Natureza

video

quarta-feira, 30 de março de 2011

FESTIVAL DO CAMBUCI

FESTIVAL DO CAMBUCI COMEÇA NO SÁBADO EM PARANAPIACABA

Degustação de pratos feitos com cambuci. Foto: Beto Garavelo/PMSA

Evento que vai até o fim de abril pretende divulgar vila histórica e o fruto típico da Mata Atlântica

A Vila de Paranapiacaba recebe, a partir do sábado (02/04l), o 8º Festival do Cambuci. Nesta edição, além da feira de produtos elaborados com o fruto típico da Mata Atlântica, no Antigo Mercado, e do Festival Gastronômico, estão programadas atrações musicais durante todos os fins de semana. A programação será realizada aos sábados e domingos até o dia 30, das 10h às 18h. A abertura do evento, para convidados e a imprensa, será na terça-feira (dia 29 de março) às 19 h, no Buffet Ocean Drive (avenida Padre Anchieta, 208, no Bairro Jardim). A animação ficará por conta do cantor Alexandre Ares.

Durante todos os fins de semana de abril, o público poderá conferir a feira de produtos no Antigo Mercado. Na oportunidade, estarão expostos para a comercialização doces, bolos, sucos, e outros produtos preparados com o cambuci, além de mudas da árvore e artesanatos. Em 2011, 26 empreendimentos da Vila participam do Festival Gastronômico. São pratos salgados, doces, bebidas e outras iguarias com receitas elaboradas com o fruto. Confira a lista de estabelecimentos abaixo. Também haverá quatro barracas no Largo dos Padeiros, Parte Baixa da Vila, que comercializarão sucos, sorvetes e vitaminas, além da tradicional pinga de cambuci.

Outro destaque deste ano são as atrações musicais. As apresentações serão sempre às 15h, no coreto ao lado do Clube União Lyra-Serrano (rua Antonio Olyntho, s/n, na Parte Baixa). No dia 10, o grupo de rockabilly Ready Teds apresenta um repertório com sucessos da década de 1950. No dia 17, a dupla sertaneja Márcio Henrique e Matheus são os responsáveis pelo show. A cantora Thais Helena, que interpreta canções da Música Popular Brasileira, é a atração do dia 24. No encerramento do festival, no sábado, dia 30 de abril, o cantor Hyldon faz show no palco ao lado do Antigo Mercado, logo após a divulgação dos vencedores do Concurso Gastronômico do Cambuci.

O 8º Festival do Cambuci de Paranapiacaba é organizado pelo Departamento de Turismo de Santo André e integra a programação de aniversário de 458 anos da cidade. Mais informações sobre a programação do evento podem ser obtidas através do telefone 11 4433-0752. Ou no sítio da Prefeitura: www.santoandre.sp.gov.br.

FILME PREMIADO "EFEITO RECICLAGEM"

SERÁ EXIBIDO NO ENCONTRO
DE GESTÃO AMBIENTAL DIA 09/04

Dirigido por Sean Walsh, documentário que mostra a vida dos catadores de material reciclável nas ruas ganhou prêmios no Brasil e na Europa em 2010

“Efeito Reciclagem” (Hauling) foi produzido em 2009 para mostrar a realidade das grandes cidades, em que várias famílias se sustentam com os materiais jogados no lixo. O personagem em destaque é Claudinês Alvarenga, que tem 27 filhos e vive dignamente carregando em sua Kombi, há mais de cinco anos, todo tipo de material para vender para depósitos. “Faço isso com amor”, diz ele durante as filmagens (veja trailer).

Os prêmios recebidos em 2010 foram:

FICA – XII Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental

Prêmio Melhor Longa-Metragem

Cine Eco Seia – Festival Internacional de Cinema de Ambiente da Serra da Estrela - Portugal
Prêmio Valorização de Resíduos

Cine Eco Seia – Festival Internacional de Cinema de Ambiente da Serra da Estrela - Portugal

Prêmio da Lusofonia

Thanet International Filmmaker Festival - Inglaterra

Melhor Fotografia

O gerente de produção do filme, Manu Muniz, também estará no Encontro de Gestão Ambiental.

GESTÃO MULTIDISCIPLINAR

O filme é uma das atrações do Encontro de Gestão Ambiental, que nasce com o objetivo de mostrar como está e quais os rumos da gestão ambiental e ampliar esse conceito para o âmbito social. Os palestrantes convidados são Eduardo Jorge, secretário de Meio Ambiente do Município de São Paulo, e Mario Hirose, diretor do Departamento de Meio Ambiente da Fiesp, que abordarão a gestão ambiental nos setores público e privado.

Voltado para estudantes, profissionais na área e interessados em geral, ligados a empresas, instituições e órgãos públicos, o evento propõe uma visão multidisciplinar sobre o assunto e terá o diferencial de ser realizado longe do barulho da capital, em um ambiente inspirador: a sede doIM - Instituto Mairiporã Thomaz Cruz, localizado em uma vasta área verde.

A programação ainda contará com outras atrações: oficinas de material reciclado e brinquedos com garrafa PET, passeio pelo campus, música e sorteio de kits para papel reciclado (com DVD que ensina a técnica passo a passo, apostila, telas).

I Encontro de Gestão Ambiental

Tema: Uma visão multidisciplinar da gestão ambiental nos setores público e privado.

Data: 09 de abril de 2011 (sábado)
Horário: Das 8h às 17h (veja a programação completa e o mapa do local).

Valor por pessoa:

R$ 200,00 (duzentos reais)

(incluso: transporte ida e volta, café da manhã e tarde, almoço, oficinas e passeio o e certificado de participação).Pacotes especiais acima de 5 pessoas. Estudantes de Gestão Ambiental têm 20% de desconto.

Informações e inscrições, acesse:http://encontrogestaoambiental.blogspot.com

Tel.: 11 2803-0092

e-mail: contato@jetroambiental.com.br

Organização

Jetro Ambiental

www.jetroambiental.com.br

Apoio

Plurale em site

Revista Plurale

Cooperativa Crescer

Movimento Eco-Cultural

Instituto Mairiporã

Anap – Associação Nacional dos Aparistas de Papel

Lyn Estúdio

V COBRADAN Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais

24 a 26 de maio de 2011 Jaguariúna, São Paulo, Brasil

Local: Auditório Principal
Embrapa Meio Ambiente
Rodovia SP 340, km 127,5
Jaguariúna, SP

Em sua quinta edição, o Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais – COBRADAN - tem se consolidado como um importante evento na agenda técnico-científica na área da fitossanidade no Brasil.

Pela primeira vez o evento será sediado na Região Sudeste e terá a realização da Embrapa Meio Ambiente, o envolvimento do Fórum de Adequação Fitossanitária e a parceria da Fundação Arthur Bernardes - Funarbe.

O tema geral do Congresso será "O papel dos defensivos naturais na agricultura do século XXI" e os seguintes assuntos serão enfatizados:

Acesso ao patrimônio genético natural, legislação, testes laboratoriais e qualidade de análises exigidas para o registro de defensivos agrícolas naturais;

Defensivos naturais derivados de plantas: biodiversidade, tecnologia de obtenção, pesquisa e uso de defensivos agrícolas naturais;

O papel do controle biológico de pragas e doenças na agricultura do século XXI, visão epidemiológica do controle biológico de pragas e doenças;

Defensivos agrícolas naturais na visão do produtor e da indústria: grandes culturas, cultivos intensivos, transição para um modelo agrícola não dependente de insumos;

Objetivo

O objetivo é reunir estudantes, pesquisadores, empresas do agronegócio e agricultores para discutir o momento atual de desenvolvimento de defensivos agrícolas naturais no controle de pragas e doenças de plantas no Brasil e as perspectivas de ampliação do seu uso. São esperados aproximadamente 300 participantes de várias regiões do Brasil, assim como de outros países. As palestras, apresentações orais e pôsteres serão priorizados com amplo espaço para discussão e interação.

Programa Preliminar

Terça-feira, 24/05

8 às 9hRecepção / Inscrições
9 às 9h30Abertura
9h30 às 10h30Palestra de Abertura - O papel dos defensivos naturais na agricultura do século XXI
10h30 às 11hCoffee break
11 às 12hSessão oral 1
12 às 13h30Almoço
13h30 às 16hMesa Redonda 1 - Legislação para o registro de defensivos agrícolas naturais
16 às 16h30Coffee break
16h30 às 18hSessão de pôsteres 1

Quarta-feira, 25/05

8 às 10h30Mesa Redonda 2 - Defensivos agrícolas naturais derivados de plantas
10h30 às 11hCoffee break
11 às 12hSessão de pôsteres 2
12 às 13h30Brunch
13h30 às 16hMesa Redonda 3 – Controle biológico de doenças
16 às 16h30Coffee break
16h30 às 18hSessão oral 2
18 às 21hHappy hour (local a ser confirmado – por adesão)

Quinta-feira, 26/05

8 às 10h30Mesa Redonda 4 - Controle biológico de pragas
10h30 às 11hCoffee break
11 às 12hSessão oral 3
12 às 13h30Almoço
13h30 às 16hMesa Redonda 5: Defensivos agrícolas naturais na visão do produtor e da indústria
16 às 16h30Coffee break
16h30 às 17hEncerramento

Sexta-feira, 27/05 por adesão – 40 vagas

8 às 14hVisita à Fazenda Yamaguishi – produção orgânica de hortaliças, frutas e aves

Resumos (data limite para encaminhamento dos resumos 08/04/2011)

Os trabalhos poderão ser submetidos na forma de Resumo Simples ou Resumo Expandido, configurando um total de dois resumos por inscrição, independente do tipo. Não será admitida duplicidade de resumos nos dois formatos.

Dos resumos submetidos, o comitê técnico selecionará uma parte para apresentação oral (15-20 min, incluindo a discussão) ou na forma de pôster. Os autores selecionados serão informados antecipadamente sobre a forma de apresentação e deverão confirmar o aceite após uma semana.

Não estarão disponíveis projetores de slides ou retroprojetores.

Os resumos serão publicados em suplemento da Summa Phytopathologica e os Anais serão disponibilizados em CD.

Pôsteres

As sessões de pôsteres serão organizadas considerando os temas. Para permitir mais discussões, os pôsteres deverão ser afixados nos respectivos locais no início do evento e retirados apenas ao final. Sugerimos que os pôsteres sejam de 90 cm de largura por 180 cm de altura. Estarão disponíveis materiais para a afixação dos mesmos em cada sessão. Atenção, os pôsteres deverão ser autoexplicativos.

Normas

Para obter as normas dos resumos clique aqui.

Livro

O conteúdo das palestras será publicado em um livro a ser organizado posteriormente. Além das palestras, a comissão organizadora selecionará dentre os resumos os mais adequados a serem publicados como capítulo de livro.

Visita Técnica

Está programada para o dia 27/05 uma visita técnica a uma fazenda com produção de hortaliças, frutas e aves orgânicas Esta atividade será por meio de adesão (40 vagas), para o pagamento das despesas com o transporte. O almoço será por conta de cada participante.

Datas

Data limite para submissão de resumos08/04/2011
Notificação aos autores da forma de apresentação08/05/2011
Data limite para o pagamento da inscrição dos que apresentarão os resumos08/04/2011
Data limite em que os autores convidados a redigir os capítulos do livro serão comunicados15/06/2011
Data limite para o envio do capítulo31/08/2011

Inscrições

1º Passo

Faça sua pré-inscrição aqui.

Importante: Os dados informados na pré-inscrição serão utilizados na emissão dos crachás e certificados.

2º Passo

As inscrições serão registradas mediante preenchimento do formulário eletrônico disponível no site da Funarbe e efetivadas após o pagamento.

O link para o formulário eletrônico será encaminhado por email após o preenchimento da pré-inscrição. Atenção: seguir as informações descritas no email.

Obs: Participantes com pagamento por instituição pública devem contactar diretamente a Funarbe pelo e-mail iuri@funarbe.org.br após realizar a sua pré-inscrição.

Para aqueles que apresentarão trabalhos, a data limite de inscrição é 08/04/2011.

Valores

Pagamento até 08/04/2011Pagamento após 08/04/2011
EstudantesR$ 100,00EstudantesR$ 125,00
Estudantes de pós-graduaçãoR$ 125,00Estudantes de pós-graduaçãoR$ 150,00
ProfissionaisR$ 200,00ProfissionaisR$ 250,00
Visita técnicaR$ 40,00

Obs.: O desconto aos estudantes de graduação e pós está condicionado ao envio do comprovante de vínculo com a instituição de ensino, diretamente ao e-mail cobradan-l@cnpma.embrapa.br, antes de efetuar o pagamento do boleto. O não atendimento acarretará na cobrança do valor referente a profissionais.

Hospedagem


Coordenação

Lilia Aparecida Salgado de Morais
Marcelo Augusto Boechat Morandi
Wagner Bettiol

Comissão Organizadora

Cláudia Vaz Crecci
Cristina Tiemi Shoyama
Eliana Lima
Marcia Regina Grandorff Vital
Margarete Esteves Nunes Crippa
Maria Cecília Valadares Zitto
Renato Rosette Fonseca
Sueli Gomes Dominicale
Wilson Lopes

Comitê Científico

Bernardo de Almeida Halfeld Vieira
Cláudio Martin Jonsson
Itamar Soares de Melo
Jeanne Scardini Marinho Prado
Kátia Nechet
Lilia Aparecida Salgado de Morais
Luiz Alexandre Nogueira de Sá
Marcelo Augusto Boechat Morandi
Raquel Ghini
Rodrigo Mendes
Rosa T. S. Frighetto
Vera Lúcia Ferracini
Vera Lúcia S. S. de Castro
Wagner Bettiol

Mais informações

cobradan-l@cnpma.embrapa.br

Realização





http://www.cnpma.embrapa.br/nova/mostra2.php3?id=725